Atalaia – Celebração ecumênica marca início da moagem de cana-de-açúcar na Copervales

Imagem: Copervales

Expectativa é que os trabalhos sigam até março do próximo ano e que a produção supere a safra 2021/20227

Uma celebração ecumênica marcou o início da moagem de cana-de-açúcar na
Cooperativa Agrícola do Vale do Satuba (Copervales), em Atalaia, nessa
segunda-feira (19). A expectativa é que os trabalhos iniciados agora sigam
até março do próximo ano e que a produção dos cooperados supere o recorde
da safra 2021/2022, que foi de 874 mil toneladas de cana-de-açúcar moídas.

Coube ao pastor Estênio dos Santos Andrade a realização de um culto em ação
de graças. Em seguida, o padre Luiz Antônio Nascimento, da Paróquia Nossa
Senhora de Brotas, em Atalaia, realizou a tradicional missa que marca o
início da moagem. A celebração foi acompanhada pela diretoria da
cooperativa, por cooperados, por colaboradores da Copervales e por
autoridades públicas do estado.

Após a celebração, o presidente da cooperativa, Túlio Maurício Acioly
Tenório, destacou a importância da Copervales para a região e ressaltou a
expectativa de que a produção deste novo ciclo supere a produção da safra
anterior. “A cooperativa vem apresentando um aumento de produtividade ano
após ano, fruto de um trabalho comprometido por parte de todos os
cooperados”, pontuou Tenório.

A Cooperativa Agrícola do Vale do Satuba (Copervales) conta com uma área de
aproximadamente 12 mil hectares de propriedade de cooperados e de 4 mil
hectares agricultáveis do contrato de arrendamento da Usina Uruba, que
pertence à Massa Falida da Laginha Agro Industrial S.A. A área estava
ociosa e, desde 2015, voltou a produzir e ser fonte de renda para a região
do Vale do Satuba.

Somente na safra deste ano, a Copervales empregou diretamente cerca de 2
mil trabalhadores. Desde a instalação da cooperativa na Usina Uruba, foram
investidos cerca de R$ 60 milhões na recuperação e manutenção de
maquinários.

Texto: Eduardo Almeida, Ascom Copervales. Imagem: Copervales