França remove restrições anticovid nas fronteiras

País encerra estado de emergência em razão da pandemia. Reimposição de lockdowns e obrigatoriedade do uso de máscaras exigirão aprovação no Parlamento. Áustria elimina quarentena obrigatória para pessoas infectadas.

A França removeu todas as restrições referentes à pandemia de covid-19 que vinham sendo impostas a estrangeiros nos pontos de entrada do país.

O estado de emergência que havia sido declarado para combater o coronavírus foi encerrado nesta segunda-feira (01/08), por meio de uma nova lei. Até esta data, o governo podia adotar as medidas que visse como necessárias sem o envolvimento do Legislativo.

A partir de agora, os viajantes que chegarem à França não precisarão mais cumprir regras como a apresentação de comprovantes de vacinação ou de testes com resultado negativo. Pessoas provenientes de outros países da União Europeia tinham a opção de exibir comprovação de cura recente da doença, algo que também não será mais necessário.

O certificado digital de vacinação exigido para a participação em eventos culturais ou esportivos – que teve êxito durante o combate à pandemia – não é mais válido e somente poderá ser reintroduzido após aprovação no Parlamento.

O mesmo se aplica a medidas como lockdowns, toques de recolher e à obrigatoriedade do uso de máscaras. A lei também prevê o fim da imposição do uso da proteção facial para os profissionais de saúde, mas a decisão final caberá às principais autoridades sanitárias do país.

Caso surjam novas e perigosas variantes do coronavírus, o governo francês poderá reinstaurar medidas como a obrigatoriedade da apresentação de testes negativos antes dos embarques em voos rumo ao país.

A França acumula mais de 33,9 milhões de infecções e 153 mil mortes em razão da doença desde o início da pandemia. Na semana passada, foram registrados 375 mil novos casos e 633 óbitos, com 81,21% da população totalmente vacinada, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Fim da quarentena obrigatória na Áustria

A Áustria, por sua vez, decidiu pelo relaxamento da maior parte das restrições, como o fim da quarentena obrigatória.

A partir desta segunda-feira, os cidadãos que testarem positivo para covid-19, mas que estiverem assintomáticos, poderão sair de suas casas, mas ainda terão de usar máscaras PFF2 se não estiverem em ambientes externos ou a uma distância mínima de dois metros de outras pessoas.

Também será permitido que os que testarem positivo possam ir trabalhar, mas somente nas profissões onde seja possível usar máscaras. Para as pessoas que apresentarem resultado positivo em testes de antígenos, o uso de máscaras será obrigatório em ambientes internos ou em distâncias de menos de dois metros em relação aos demais.

Os que testarem positivo continuam proibidos de entrar nos jardins de infância, casas de repouso e hospitais, embora a regra não seja válida para os funcionários desses locais. A Áustria acumula 4,7 milhões de casos e 20,3 mil mortes atribuídas à covid-19.

Deutsche Welle, rc/bl (dpa, ots)