Maceió – São João de Maceió inicia no Benedito Bentes e público aquece a noite com muito forró

Prefeitura de Maceió deu início às festividades juninas no Benedito Bentes. Foto: Itawi Albuquerque / Secom Maceió

Forró no Biu tem expectativa de receber 150 mil pessoas com 31 atrações entre artistas locais e de projeção nacional

Foi em um dos bairros mais queridos de Maceió, o Benedito Bentes, que começou, nesta quarta-feira (15), o maior São João do litoral do Brasil, o ‘Massayó: Sol… Mar… Forró’. Idealizado pela Prefeitura, o Forró no Biu reuniu um público que estava com saudades de dançar forró em torno do palco montado na Praça Padre Cícero. A programação completa pode ser conferida ao final do texto.

Dos 31 artistas locais e nacionais que irão se apresentar no Forró no Biu de 15 a 19 de junho, subiram ao palco na noite desta quarta Messias Lima, Xameguinho, César Sales, Mô Fio, Thierry, além das bandas Baby Som e Magníficos. Quem também esteve presente abrindo as festividades foi o prefeito de Maceió, JHC.

O evento na parte alta deve atrair mais de 150 mil pessoas. Entre os shows que ainda serão realizados por lá estão os de Mano Walter, Irineu Nicácio, Bia Medeiros, Ana Lobo, Los Borrachos, Leila Oliver, Natália Martins e outros. Das atrações nacionais, o destaque fica por conta de Priscila Sena, Geraldo Cardoso, Jorge de Altinho e Devinho Novaes.

Para se ter uma ideia da importância das festividades juninas na capital alagoana, mais de três mil artistas locais se apresentam no ‘Massayó: Sol… Mar… Forró’. Ao inseri-los na programação, a prefeitura da capital não só valoriza como aquece o coração daqueles que sentiam falta dos palcos, após dois anos de pandemia, sem a energia marcante do público.

Messias Lima foi o primeiro a apresentar seu repertório de forró no palco da Praça Padre Cícero, no Benedito Bentes. Foto: Célio Junior / Secom Maceió

Os artistas da terra foram contemplados em quatro editais específicos da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC). Do ‘São João Cultural 2022’ foram 1.660 artistas, sendo 20 grupos de coco de roda, 20 quadrilhas e 20 trios de forró. Do ‘Toca Tudo MCZ’, foram 378 artistas, divididos em 36 bandas e 56 trios de forró. Já do ‘Vem pra Praça’ são 900 artistas (10 grupos de coco de roda, 10 quadrilhas e 10 grupos de bumba meu boi. E, do ‘Festival Bumba Meu Boi’ foram 200 artistas contemplados (20 grupos escolhidos).

No palco – E quem subiu ao palco foi Flavinho Mô Fio, que antes de se apresentar, falou da emoção de estar voltando a tocar na festa junina da capital alagoana.

“É muito importante este retorno de nós, artistas, para fortalecer a cena cultural em Maceió. O aquecimento da cultura em nossa cidade é visível e para mim é uma honra estar aqui presente no início do São João de Maceió. Nosso repertório é de muita alegria e muito forró para esse povo tão querido”, disse Flavinho, segundo artista a se apresentar no Forró do Biu.

Flavinho Mô Fio no palco do Forró no Biu. Foto: Célio Júnior / Secom Maceió

Os cantores da banda Magníficos – Ohara Ravick e Fernando Frajola -, destacaram que se apresentar em uma festa junina na capital é gratificante. “É tradição que as festas juninas ocorram no interior, mas em Alagoas estamos vivendo uma situação diferente, pois temos São João aqui na capital. Vale muito a pena tocar em um dos mais belos litorais do Brasil, que é aqui em Maceió”, disse Ohara Ravick.

“Estar em Maceió é uma curtição a mais. A gente está amando tocar aqui com a Magníficos e a festa está muito linda e organizada”, diz o vocalista Felipe Frajola.

O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), João Hugo Lyra, destacou que a prefeitura se organizou para trazer o melhor dos artistas locais, nacionais, além do fortalecimento da cultura na capital alagoana.

“Além do Forró no Biu, a Prefeitura de Maceió terá mais apresentações no polo de Jaraguá e no Tabuleiro. Aqui no Benedito Bentes, começamos com muito forró e sentindo esse calor das pessoas, mesmo com um tempo chuvoso. Teremos mais dias de festa e com certeza o público poderá curtir as melhores atrações”, garantiu. 

Banda Magníficos lançou os clássicos e mesclou a sua apresentação com músicas da atualidade. Foto: Célio Júnior / Secom Maceió

Presente ao início da programação oficial do ‘Massayó: Sol… Mar… Forró’, o secretário de Comunicação, Lininho Novais fez questão de chamar uma das atrações, o artista Xameguinho.

“Perceba que nesta abertura do São João de Maceió, o palco do Forró no Biu é extremamente democrático. Temos artistas de nossa capital, bem como irão se apresentar aqui bandas de projeção nacional e que construíram um legado no forró, a exemplo da Baby Som e Magníficos, entre outros. O Massayó: Sol… Mar… Forró está apenas começando”, ressaltou Lininho Novais.

Economia local – Do ponto de vista econômico, de acordo com um estudo elaborado pelo Instituto Fecomércio/AL, a festa junina idealizada pela Prefeitura de Maceió assegura um impacto positivo, já que estimativa é de que, nos 15 dias de programação, mais de R$ 100 milhões sejam injetados na economia local, beneficiando 9,4 mil empresas de 32 segmentos, além de sacudir o mercado informal e elevar a ocupação hoteleira numa temporada tradicionalmente fria.

Quando os resultados foram compilados, a pesquisa revelou que 8 em cada 10 maceioenses aprovam a festa; 7 em cada 10 entrevistados acharam que ter um grande São João, com uma megaestrutura e novas atrações, é uma ideia entre boa e excelente. Além disso, 82,10% deste público reconhecem que o evento vai movimentar a economia local, gerando emprego e renda.

E a expectativa de melhorias na geração de renda foi vista pelos trabalhadores informais que estão atuando, de forma regular e isentos de pagamentos de taxas no São João de Maceió. Alexandre Martins é ambulante e contou que está com boas expectativas para lucrar durante as festas juninas. “Minha expectativa é lucrar, espero que as coisas venham a melhorar. Estava desempregado e aqui vai ser uma fonte de renda que vai ajudar bastante”, afirmou.

Secom Maceió. Imagem: Itawi Albuquerque / Secom Maceió.