Projeto latino-americano abre inscrições para Residência fotográfica gratuita em Milagres, Alagoas

Projeto latino-americano abre inscrições para Residência fotográfica gratuita em Milagres, Alagoas. Imagem: Divulgação.

Mira Latina vai selecionar 8 participantes para imersão artística de 20 dias de duração subsidiada pela Lei Aldir Blanc; inscrições on-line foram
abertas e vão até 05 de dezembro

Estão abertas as inscrições para a Residência Mira Latina
<https://www.instagram.com/miralatinalab/>, laboratório de fotografia do
projeto latino-americano Mira Latina <https://miralatinalab.com/>, que
acontecerá no próximo mês de janeiro em formato imersivo e gratuito na
praia de São Miguel dos Milagres, norte de Alagoas.

O projeto vai selecionar oito pessoas para participar, durante 20 dias, de um programa
intensivo de atividades que inclui acompanhamentos individuais, ciclo de
diálogos com artistas e curadores, uma intervenção urbana na cidade, entre
outras. As inscrições iniciaram esta semana e vão até as 23h59 do dia 05 de
dezembro pelo endereço: https://linktr.ee/miralatinalab.

Podem se inscrever fotógrafas/os, artistas e pessoas em geral maiores de 18
anos, nascidos na América Latina, que utilizem a fotografia como linguagem
e queiram desenvolver uma ideia ou projeto durante a Residência. Para
participar, é necessário ter domínio da prática fotográfica e alguma
experiência e trajetória nos campos da fotografia, artes visuais ou outros
relacionados – a atividade não é indicada para iniciantes. Por conta da
pandemia de Covid-19, é obrigatório que os participantes estejam com o
esquema vacinal completo.

Imagem: Maíra Gamarra.

O resultado da seleção será divulgado até o dia 10 de dezembro. A
Residência vai de 10 a 31 de janeiro de 2022 e será realizada nos idiomas
português, espanhol e “portunhol”. Os participantes receberão
gratuitamente, além das atividades do programa, a hospedagem e alimentação
(café da manhã e almoço) em casa compartilhada, além de ajuda de custo para
produção de obras a serem apresentadas no projeto coletivo de intervenção
urbana na cidade. A iniciativa é subsidiada pela Lei Aldir Blanc (nº
14.017/2020).

Sob a condução da curadora Maíra Gamarra, fotógrafa e pesquisadora, a
primeira edição da Residência é parte do projeto Mira Latina, um
laboratório de criação e desenvolvimento de ideias que, a partir da
fotografia como linguagem, promove ações e experiências artísticas para
impulsionar novos espaços de diálogo e redes entre criadores de diferentes
países.

“A Residência Mira Latina será uma experiência de intercâmbio cultural, num
ambiente colaborativo, onde os participantes farão uma imersão em processos
criativos, reflexivos e críticos. É um verdadeiro laboratório coletivo, no
qual a agenda de atividades vai estimular a produção fotográfica e a
construção conjunta de conhecimento”, explica Maíra Gamarra. “O ambiente
será preparado para fomentar, ainda, as colaborações entre as pesquisas e
experimentações dos participantes e o compartilhamento das suas
trajetórias”.

*Inscrições e cronograma –* Os interessados devem preencher e enviar
devidamente o formulário de inscrição disponível em
https://linktr.ee/miralatinalab, até o dia 05 de dezembro, e anexar um
documento PDF com a documentação solicitada na convocatória, onde estão
descritos todos os detalhes e condições para a participação. É importante
se certificar sobre a disponibilidade de participar durante toda a
Residência de maneira integral, imersiva e exclusiva pelos 20 dias. Serão
selecionadas até oito pessoas para participar do laboratório, sendo duas
vagas exclusivas para alagoanas/os. Após a divulgação do resultado, que
acontecerá até 10 de dezembro, os convocados terão cinco dias corridos para
confirmar a participação e mais cinco dias para entregar o termo de
compromisso assinado.

*Sobre Maíra Gamarra* *–* Idealizadora e curadora do Mira Latina, a
fotógrafa e pesquisadora Maíra Gamarra é graduada em fotografia e mestra em
Estudos Latino-Americanos. Foi coordenadora de operações do Museu Paço do
Frevo, em Recife (PE) e gerente de projetos na Art.Monta Design,
especializando-se na elaboração, gestão e montagem de eventos e exposições.
Atua como pesquisadora convidada no projeto Redlafoto
<https://redlafoto.org/>, do Centro de Fotografia de Montevidéu; é
cocriadora e curadora do coletivo 7Fotografia
<http://www.7fotografia.com.br/> e do festival Mesa7; e uma das
coordenadoras do Grupo de Estudos Imagens e Feminismos – GIF e professora
no MBA Cultura Visual – Fotografia & Arte Latino-americana. Seu trabalho
está centrado na investigação sobre a fotografia latino-americana e a
problematização de questões sobre as práticas e discursos fotográficos, a
construção de narrativas visuais, processos criativos, gênero e
descolonização da imagem.

Texto: Luciana Buarque, Ascom. Imagem: Maíra Gamarra.