Thiago ML cobra do prefeito Luciano Barbosa respeito com servidores da Educação

Imagem: Ascom Thiago ML.

O presidente da Câmara de Arapiraca, vereador Thiago ML (Pros), cobrou do prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa (MDB), sensibilidade e respeito com os servidores da Educação.

Nessa segunda (13), a Câmara realizou uma audiência pública com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal), núcleo Arapiraca, para discutir com os vereadores uma pauta de reivindicações da categoria.

Na audiência, Thiago ML disse que o Poder Legislativo está de portas abertas para discutir com a categoria as demandas dos professores e demais servidores municipais. Sobre o Imprev, o vereador alertou de que dentro de três anos não vai haver recursos para pagar aos aposentados, caso o veto do prefeito Luciano Barbosa, que impede a Previdência Municipal de fazer a transferência de recursos de fundo superavitário para aquele que é deficitário, não seja derrubado no parlamento.

“Ouvimos relatos preocupantes sobre a condução da prefeitura com os servidores da Educação. É preciso garantir uma política de valorização real desses profissionais que são fundamentais na construção de uma realidade melhor. Aqui, na Câmara, estamos à disposição para fortalecer as ações em defesa da valorização dos servidores”, detalhou Thiago ML.

O presidente do Sinteal, professor Paulo Henrique, elencou uma pauta de reivindicações, entre elas, a desvalorização dos servidores ativos e aposentados dos quadros da Educação da prefeitura de Arapiraca.

Segundo Paulo Henrique, hoje há um quadro acentuado de desvalorização, chegando há dois anos sem reposição de perdas inflacionárias e ainda há uma defasagem em relação ao piso salarial nacional.

O presidente Paulo Henrique, que por diversas vezes lamentou o que considera como falta de respeito do prefeito em, pelo menos, receber a categoria para um um diálogo aberto, propôs ao presidente da Casa, Thiago ML, que junto ao sindicato da categoria, faça um ofício pedindo ao Executivo que receba os representantes dos trabalhadores para conversar.

O vereador Melquisedec de Oliveira lamentou a situação enfrentada pelos profissionais da Educação, lembrando que a Câmara Municipal de Arapiraca havia aprovado o projeto de lei que impede a quebra da Previdência Municipal, proibindo a transferência de recursos de fundo superavitário para aquele que é deficitário.

Pelo projeto, segundo Melquisedec de Oliveira, o projeto de autoria do Legislativo, determina que a prefeitura não retire mais retirar recursos do fundo que é rentável para manter o pagamento de beneficiários que recebem por fontes que não são sustentáveis. Ele destacou ainda que a derrubada do veto vai beneficiar os servidores.

Por sua vez, o presidente Thiago ML, pediu a cada professor presente à audiência pública que ligue para o vereador em votou, pedindo que fortaleça o número de vereadores para derrubar o veto. Não há data ainda para a realização da sessão que vai analisar a derrubada do veto.

Texto e Imagem: Ascom Thiago ML.