Palmeira – Prefeito de Palmeira se reúne com representantes de escolas particulares para ouvir setor e buscar alternativas

Reunião entre prefeitura e escolas particulares aconteceu nesta sexta (26)(Foto/Reprodução: Internet)

O prefeito Júlio Cezar se reuniu na tarde desta sexta-feira (26), por videoconferência, com representantes das escolas particulares de Palmeira dos Índios para discutir as dificuldades e desafios pelas quais passam os estabelecimentos. Por causa da pandemia, as aulas foram suspensas devido ao crescente número de casos da Covid-19 no município. Após ouvir os representantes das escolas, o prefeito propôs que fosse elaborado um documento que possa ajudar o município a adotar medidas sanitárias mais rigorosas para a retomada do setor.

Participaram da reunião os diretores das escolas Centro Educacional Cristo Redentor (CECR), Complexo Educacional Agostiniano (CEI), Paulo Freire, Positivo, Coelhinho da Paz, Santa Maria, Ceproal, Criança Esperança, Êxito e Diocesano Sagrada Família. As diretoras do CECR Irmã Eliud Nogueira e a diretora do CEI Alcineide Nascimento agradeceram a oportunidade deste diálogo e o gesto do governo em ouvir todos os participantes e se colocar à disposição para somar forças neste momento tão difícil para todos. “Sabemos da importância em seguir o protocolo para continuarmos as nossas atividades. Agradecemos ao prefeito Júlio Cezar por se disponibilizar a nos ouvir e se juntar a nós para encontramos alternativas”, disse a irmã Eliud.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o número de óbitos aumentou, além dos casos positivos de coronavírus relacionados a crianças e as síndromes gripais e respiratórias, comuns nesta época do ano. “Com o aumento dos casos e a superlotação dos leitos hospitalares, pensamos em uma forma de proteção às nossas crianças. As emergências estão cheias e não poderíamos colocar a vida delas em risco, pois o número de casos cresceu no nosso município”, explicou a diretora da Vigilância em Saúde da SMS Laura Sá.

O prefeito Júlio Cezar ressaltou que a motivação da suspensão das aulas da rede de ensino privado foram motivadas pelos indicadores da Covid-19. “A curva epidemiológica mostra que esta semana e a próxima serão difíceis. Nenhum governo quer fechar escolas e isso não é confortável para mim, mas vale lembrar que estamos na Fase Vermelha da pandemia. Sei que não conseguir pagar a folha salarial é ruim, mas essas duas semanas são decisivas para analisarmos a situação do município”, falou o prefeito.

E continuou. “A UPA passou as últimas 72 horas lotadas e só agora temos vagas. Isso mostra que estamos tomando as medidas certas. Peço que os diretores apresentem um documento, subscrito por todas as escolas, que garanta a segurança das crianças, dos profissionais e as novas medidas a serem tomadas por cada um. Não vamos publicar outro decreto até que possamos voltar a discutir de novo a situação, a partir desse documento. Vamos caminhar na mesma direção e com o mesmo pensamento. Preciso do apoio e colaboração de cada um para que todos sigam o mesmo padrão e possamos mostrar ao goveno e à sociedade que os estabelecimentos estão prontos para retomar as atividades escolares com total segurança”, finalizou o prefeito Júlio Cezar.

Texto: Lucianna Araújo / ASCOM – Prefeitura de Palmeira dos Índios