Arapiraca – Luciano destaca o papel das mulheres no desenvolvimento de Arapiraca

Foto: Pablício Vieira / ASCOM - Prefeitura de Arapiraca

Quem primeiro construiu o desenvolvimento de Arapiraca foram as destaladeiras de fumo, e as mulheres têm feito isso ao longo da história do nosso município. A afirmação foi feita na tarde desta quinta-feira (11), pelo prefeito Luciano Barbosa durante a entrega do Prêmio Mulher Raiz, em evento ocorrido no Centro Administrativo Municipal, numa iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Social em parceria com a Secretaria de Cultura, Lazer e Juventude.

Sete de 14 cidadãs arapiraquenses foram homenageadas dentro da programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, celebrado na última segunda-feira (8).

“Quero parabenizar as duas secretarias pela ação conjunta de homenagear as mulheres arapiraquenses. É um reconhecimento do papel de liderança comunitária e da luta pela liberdade em compartilhar o futuro de nossa cidade e país com os homens. As mulheres têm feito isso ao longo da história, com a luta pelo direito ao voto e outros avanços sociais. Vocês estão recebendo esse prêmio porque fizeram e fazem um trabalho de esperança por um mundo melhor. Mesmo nesse período de pandemia, não poderia deixar de homenagear as mulheres pelo trabalho que fazem pelo desenvolvimento da nossa Arapiraca”, afirmou Luciano Barbosa.

A secretária de Desenvolvimento Social, Fabrícia Galindo, e o secretário de Cultura, Lazer e Juventude, Wellington Magalhães, também destacaram o trabalho das homenageadas durante o evento. A líder comunitária do Conjunto Valentim, Babilônia Bezerra da Silva, agradeceu ao prefeito e equipe pela entrega do prêmio. “Ainda não pude concluir o ensino médio, mas o meu diploma é fazer o trabalho social na minha comunidade, fazer o bem às pessoas e servir de inspiração a outras mulheres”, salientou.

Bastante eomcionada, a assistente social e líder comunitária da comunidade quilombola de Pau d’Arco também fez questão de agradecer à gestão municipal pela entrega da honraria, e lembrou do falecimento de sua mãe, no ano passado. “Minha mãe não está mais aqui, mas gostaria de parabenizar todos vocês pela energia que estão dando para que possamos continuar nossa luta e trabalhos sociais em nossas comunidades”, acrescentou.

As líderes comunitárias Edneusa Vieira Gadi (bairro Manoel Teles); Babilonia Bezerra da Silva (Conjunto Valentim); Elizabete Maria da Conceição (Pau d’Árco); Diná da Silva Costa (Mangabeiras);

Verônica Marta de Moraes (Sítio Rio dos Bichos); Genilda Maria Queiroz Silva (comunidade quilombola de Carrasco) e Lucineide Bispo dos Santos (Fazenda Velha) receberam o prêmio em solenidade que seguiu todos os protocolos sanitários de segurança, devido à pandemia da Covid-19.

As outras sete homenageadas, Maria do Socorro da Silva (Mangabeiras); Daniela do Santos (Batingas); Margarida Júlia Nunes (Canafístula); Mariangela Lopes Barbosa (Canafístula); Valquíria Batista de Oliveira (Canaã); Maria de Lourdes dos Santos (Primavera) e Maria de Fátima Santos (Brisa do Lago) também irão receber o Prêmio Mulher Raiz na próxima terça-feira (16).

Texto: ASCOM / Prefeitura de Arapiraca