Em tempos de pandemia, setor aeroespacial brasileiro produz respiradores

Foto: Blickpixel/Pixabay.

Para ajudar no tratamento de infectados por covid-19, empresas paulistas do setor aeroespacial mudam sua rotina para produzir respiradores pulmonares.

Devido à pandemia de covid-19, esta empresa no interior de São Paulo, deixou de produzir apenas componentes para aeronaves e passou a fabricar peças para respiradores pulmonares. A Globo Usinagem irá fabricar componentes para 2 mil respiradores. A Planifer, que atua no setor aeroespacial, também mudou sua produção e espera novas oportunidades após a pandemia. As peças produzidas formarão um respirador capaz de ajudar pacientes infectados em estado crítico. A Altave é outra empresa em São Paulo que também redirecionou sua atuação: equipamentos projetados originalmente para portos e firmas de mineração servirão agora para iluminar hospitais de campanha.

Texto: Deutsche Welle.