Garantia-Safra já injetou R$ 8,3 mi em AL neste ano; seguro protege agricultores contra dados da seca

Montante beneficia mais de 17 mil pequenos agricultores familiares. Foto: Ronaldo Lima

Montante beneficia mais de 17 mil pequenos agricultores familiares

Com o objetivo de garantir condições de sobrevivência para agricultores familiares que vivem em municípios sistematicamente sujeitos a perda de safra em função da seca, o seguro Garantia-Safra injetou na economia alagoana, nos três primeiros meses deste ano, o montante de R$ 8,3 milhões.

Esses números constam no relatório divulgado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), por intermédio da coordenação estadual do Garantia Safra, divulgado esta semana, com base no início do pagamento da quarta parcela do seguro.

Com repasse de R$ 850 por agricultor, o seguro Garantia-Safra é concedido para os cadastrados no programa que moram em municípios cuja perda da produção agrícola, devido à seca, tenha alcançado no mínimo 50%.

O secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, João Lessa, explica que os valores pagos pelo Garantia-Safra contribuem para que a segurança da família seja mantida, com as necessidades básicas, como alimentação e itens para seu sustento, preservadas. “Trata-se de recursos para complementação da renda dos pequenos agricultores familiares e nós, do Governo do Estado, temos todo zelo e obrigação para com esses trabalhadores que movimentam e sustentam Alagoas”, declarou o secretário.

O valor é disponibilizado, de forma segura e garantida, em cartões eletrônicos que permitem o saque em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou representantes do Caixa Aqui, e chega diretamente ao agricultor familiar no momento em que ele mais necessita, o que ele deveria colher sua produção e não teve sucesso.

Agricultores dos municípios das regiões do Agreste, médio e alto Sertão, como Água Branca, Canapí, Girau do Ponciano, Igací, Inhapí, Jaramataia, Monteirópolis, Pão de Açúcar, Ouro Branco, entre outros, já começaram a receber a quarta parcela do seguro.

Pelo que estabelece o Programa, o governo de Alagoas entra com o valor de R$ 102 por cada agricultor cadastrado e apto a receber o seguro, o município inscrito disponibiliza R$ 51,00, enquanto cada agricultor paga uma taxa de R$ 17,00. O valor disponibilizado por agricultor obedece o calendário de pagamento dos benefícios sociais.

Texto e Foto:9 Ronaldo Lima/Ag. Alagoas.