Mapa do Turismo 2019 eleva classificação de quatro cidades em Alagoas

    Com mudança de categoria, Maragogi, Japaratinga, Arapiraca e Palmeira dos Índios poderão atrair mais investimentos federais para infraestrutura turística.

    Quatro municípios turísticos alagoanos subiram de posição na nova categorização do Mapa do Turismo 2019 elaborado pelo Ministério do Turismo (Mtur). Maragogi, Japaratinga, Arapiraca e Palmeira dos Índios subiram para as categorias, A, B, B e C, respectivamente. Ao todo, Alagoas conta 50 cidades consideradas turísticas, divididas em sete regiões: Costa dos Corais, Lagoas e Mares do Sul, Caminhos do São Francisco, Grande Maceió, Quilombos, Caatinga e Agreste.

    De acordo com o Mtur, a categorização serve para otimizar a distribuição de recursos públicos; orientar a elaboração de políticas específicas para cada categoria de municípios; aperfeiçoar a gestão pública, na medida em que fornece aos gestores do Ministério e do Estado mais um instrumento para subsidiar a tomada de decisão; auxiliar na atualização do Mapa do Turismo Brasileiro, que é feita a cada dois anos, e orientar a reflexão sobre o papel de cada cidade no processo de desenvolvimento turístico regional.

    Para a classificação, o Mtur levou em consideração a quantidade de empregos gerados no município por meio da atividade turística; o número de estabelecimentos prestadores de serviços turísticos cadastrados junto ao Cadastur – cadastro que regulamenta a atividade; a arrecadação de impostos pela cadeia produtiva do setor e o número de visitantes nacionais e internacionais.

    Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, importantes municípios turísticos alagoanos subiram de categoria, o que ajudará a impulsionar o segmento no estado, na medida em que a iabiliza a execução de novos projetos para fortalecimentos destes destinos com o apoio do governo Federal.

    “A nova categorização nos garante um patamar elevado no Mapa do Turismo Brasileiro. Com Maragogi, nosso segundo destino indutor, subindo para o nível A e Arapiraca, maior cidade do interior do Estado, para o B, por exemplo, poderemos viabilizar novos projetos e políticas públicas. Iremos trabalhar em conjunto com os executivos municipais e o governo Federal a fim de fortalecer o turismo nessas cidades, fomentando o segmento de sol e mar, que é nossa principal atividade, além do turismo de negócios do interior, garantindo, assim, que o setor se consolide como grande gerador de oportunidades para todo o Estado”.

    Texto: Agência Alagoas